Publicado em 02/09/2021

Por Penélope Toledo (INCQS/Fiocruz)

Imagem de Divulgação

Quando se fala em inovação, tema do IV Visa em Foco promovido pelo INCQS/Fiocruz em 26 de agosto, é imprescindível se atentar à segurança dos produtos, o que requer a fiscalização de todo o seu processo de produção, feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A gerente da Gerência de Laboratórios de Saúde Pública (Gelas/Anvisa), Graziela Costa Araújo, tratou desta questão na palestra intitulada ‘Inovação em Vigilância Sanitária e papel da Anvisa no monitoramento analítico para o controle de qualidade de produtos’. O Visa em Foco integra as comemorações do aniversário de 40 anos do Instituto.

Em sua exposição, Graziela conceituou a vigilância sanitária e o controle de qualidade, abordou os seus aspectos legais, falou sobre a Rede Nacional de Laboratórios de Vigilância Sanitária (RNLVISA) e explicou o papel da Anvisa.

A palestrante também discorreu sobre o processo de inovação com a introdução de novas tecnologias, os novos riscos potenciais associados e desconhecidos a ele, bem como as ações da Anvisa neste sentido e seus programas de monitoramento analítico.

A gerente da Gelas debateu, ainda, os desafios da inovação em Vigilância Sanitária:

“Precisamos implementar a RDC 390/2020 de forma efetiva, aumentando a capacidade do poder público em monitorar e fiscalizar os produtos sujeitos à vigilância sanitária, fortalecer as ações dos laboratórios da RNLVISA, ampliar o número de produtos em programas de monitoramento analítico de controle de qualidade e incentivar a notificação de queixas técnicas e eventos adversos”, apontou.