Publicado em 08/04/2021.

Por Penélope Toledo (INCQS/Fiocruz)

Imagem de Divulgação

“Meu pai sempre me dizia:
Meu filho, tome cuidado.
Quando penso no futuro,
não esqueço do passado.”
(Paulinho da Viola)

Em 2021, o Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária (PPGVS) do INCQS/Fiocruz completa seu 20º aniversário e para iniciar o período letivo deste ano importante, contou com uma aula inaugural sobre a atuação o Instituto desde a epidemia de meningite, entre 1971 e 1974, até o Coronavírus. Realizada em 8 de abril, virtualmente, a apresentação foi ministrada pelo professor e ex-diretor Dr.André Gemal.

Foto: Arquivo Pessoal

O professor iniciou externando a sua solidariedade às mais de 341mil vítimas da Covid-19 no Brasil, ressaltando a importância da vacinação e da produção do conhecimento e de novas tecnologias, e destacando o papel do INCQS no controle da qualidade das vacinas.

“A Ciência e a inovação mudam a perspectiva do mundo”, explicou.

André Gemal fez breves históricos sobre a epidemia de meningite no país, quando médicos e sanitaristas eram proibidos de dar entrevistas e conceder informações sobre o tema; destacou que em paralelo era delineado o que seria o Programa Nacional de Imunização (PNI), criado em 1973; falou sobre o contexto político-epidemiológico-social de sua criação; citou datas que representaram marcos na História da imunização e da Saúde brasileiras, chegando à fundação do INCQS, em 1981, instituto que assumiu o controle externo de qualidade das vacinas do PNI.

Além do aspecto histórico, o professor e o público, este por meio dos comentários e perguntas no chat, relacionaram as questões da epidemia na época com o momento atual de pandemia, abrangendo temáticas como a desinformação por meio da censura da década de 70 e das fakenews de hoje e as formas de enfrentamento e de imunização, dentre outras.

“A saúde é condição, consequência e indicador de uma sociedade sustentável e deve ser adotada como valor universal e objetivo social e político por todos”, declarou, citando a revista The Lancet de 2014.