Publicado em 18/08/2020.

Por Penélope Toledo (INCQS/Fiocruz)

Imagem de Divulgação

O INCQS/Fiocruz foi convidado a continuar sendo um dos laboratórios centrais da Rede Nacional de Métodos Alternativos (Renama) na estrutura organizacional da rede, relacionada a gestão. A renovação do acordo junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI) aconteceu em reunião entre o diretor do Instituto, Antonio Eugenio de Almeida, e o coordenador geral de Saúde e Biotecnologia, do Departamento de Programas de Desenvolvimento Científico do MCTI, Thiago de Mello Morais.

O INCQS indicou a vice-diretora de Ensino e Pesquisa, Silvana do Couto Jacob, como sua representante.

Além do Instituto da Fiocruz, os outros dois laboratórios centrais seguem sendo, também a convite, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio).

Criada no âmbito do MCTI, a Rede é composta por laboratórios centrais e laboratórios associados, que utilizam sua infraestrutura laboratorial e de recursos humanos especializados na busca para implantar métodos alternativos ao uso de animais e para desenvolver e validar novos métodos no Brasil. Seu trabalho se firma no princípio dos 3Rs: Replacement, Reduction and Refinement (substituição, redução e refinamento).