Publicado em 01/10/2019.

Por Penélope Toledo (INCQS/Fiocruz)

Foto: Pedro Paulo Gonçalves (INCQS/ Fiocruz)

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que até 2020, a depressão passe de 4ª para a 2ª principal causas de incapacidade para o trabalho no mundo. Para debater o tema, o INCQS/Fiocruz promoveu a palestra Assédio moral no trabalho e suas consequências para a saúde mental do trabalhador, em 25 de setembro. A apresentação integrou o evento Depressão e trabalho: uma combinação perigosa, em referência à campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio.

A palestra foi ministrada pelo integrante do Comitê de Gestão de Riscos e Controles Internos do INCQS junto à Fiocruz, Wagner Michel, que pesquisou esta temática no curso de Especialização na Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz).

Ele abordou questões como conceitos, nomenclaturas pelo mundo, características do assédio moral no trabalho, condutas, legislações e tipificações criminais, canais de denúncia e doenças provocadas por este tipo de assédio.

“O assédio moral no trabalho consiste em condutas abusivas intencionais de uma ou mais pessoas, que se caracterizam pela repetição, tempo prolongado, forma reiterada e sistemática, e por atentar contra a dignidade, podendo provocar danos psíquicos, físicos, financeiros e, mesmo, o abandono do emprego. Um ato pontual ou mesmo que se repita, mas não seja frequente e com longa duração, pode não representar uma situação de assédio”, explicou o palestrante. 

Ele esclareceu, também, que estas condutas degradantes podem ser explícitas, por meio de humilhações, agressões verbais ou físicas, ou sutis, com o rebaixamento profissional, esvaziamento das funções, intimidação, isolamento no ambiente de trabalho, espalhamento de boatos, piadas pessoais ou sobre crenças e até assédio sexual, dentre outras. 

Ainda de acordo com Wagner Michel, as condutas abusivas são praticadas em nível vertical descendente (superior hierárquico), horizontal (mesmo nível), vertical ascendente (subordinado) e mixto (mais de um tipo). Podem acontecer por ação ou omissão.

Para evitar o assédio moral no trabalho e, consequentemente, a depressão relacionada a ele, o palestrante apontou alguns caminhos, tais quais: condutas éticas, atividades de sensibilização e de formação como esta palestra, treinamento de gestores e campanhas de conscientização, bem como reconhecer o problema quando ele acontecer e combater suas causas.

Os eventos do INCQS são abertos ao público geral, gratuitos e sem necessidade de inscrição prévia.