Publicado em 10/05/2019.
Por Penélope Toledo (INCQS/Fiocruz)

Foto: Peter Ilicciev

Os requisitos gerais para a competência de laboratórios de ensaio e calibração foram o tema da palestra ABNT NBR ISO/IEC 17025:2017 - um passo importante na Gestão da Qualidade de Coleções Biológicas, apresentada pela representante da Vice-Diretoria de Gestão da Qualidade (VDQuali) do INCQS/Fiocruz (https://portal.fiocruz.br/) Tatiana Forti, em 9 de maio, Museu da Vida, durante o 3° Encontro das Coleções Biológicas da Fundação. O evento foi organizado pela Vice Presidência de Pesquisa e Coleções Biológicas (VPPCB).

A palestra foi ministrada como parte da mesa-redonda Desafios na Implementação da Gestão da Qualidade nas Coleções da Fiocruz, mediada pela Dra Rosane Temporal, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), tendo como participantes as profissionais Veronica Viana Vieira, do IOC e Cristiane Lafetá, do Instituto René Rachou (IRR – Fiocruz MG).

Em sua apresentação, Tatiana explicou sobre as principais mudanças na norma, as vantagens da implementação, a experiência do INCQS e os principais desafios para implementação da norma nas Coleções Biológicas.

Na exposição, ela também relatou o resultado de sua monografia do curso de Especialização, sob a orientação da Dra Manuela da Silva e da Marise Hubner, realizado no Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária (PPGVS/INCQS) em 2010.

“Em função deste trabalho e com o esforço conjunto dos profissionais da Qualidade e do Setor de Fungos do nosso Instituto, a Coleção de Fungos de Referência em Vigilância Sanitária do INCQS foi, em 2011, a primeira coleção do país a ter os ensaios de pureza, autenticação e viabilidade de fungos filamentosos e leveduras acreditados segundo a ABNT NBR ISO/IEC 17025, sendo motivo de muito orgulho para mim”, destacou.

E completou:

“Fiquei muito satisfeita em participar desse evento, pois tenho um carinho especial pelas Coleções da Fiocruz, visto que fiz parte do grupo da Qualidade responsável pela realização do diagnóstico da qualidade nessas Coleções.”