Publicado em 12/11/2018.
Por Penélope Toledo (INCQS/ Fiocruz)

Imagem de Divulgação (Cartilha do Inca)

Você sabia que os programas de rastreamento (exames preventivos) para a detecção do câncer de próstata, incluindo o toque retal, estão descartados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca)? Sabia que os homens e suas companheiras devem estar atentos aos sintomas, para possibilitar o diagnóstico precoce e o tratamento? Sabe quais são estes sintomas? Como se vê, é um tema pouco conhecido e para esclarecer sobre ele, o INCQS promoverá a palestra Câncer de próstata: vamos falar sobre isso? no dia 14 de novembro, quarta-feira, às 10h, no auditório Sérgio Arouca do INCQS. A palestrante será Renata Maciel, tecnologista da área de detecção precoce de câncer do Inca.

Na palestra, Renata apresentará a cartilha do Instituto sobre este tipo de câncer, indicará os sintomas e os cuidados para diminuir as chances do desenvolvimento da doença, abordará outras questões relevantes sobre o assunto e esclarecerá as dúvidas e questionamentos do público.

O câncer de próstata é o mais incidente entre os homens brasileiros, após o tumor de pele não melanoma. Um levantamento do Inca estima que serão 68.220 novos casos da doença em 2019, sendo que os valores correspondem a um risco estimado de 66 novos casos a cada 100 mil homens.

Trata-se de uma enfermidade que cresce lentamente e em grande parte das vezes, não produz sintomas em sua fase inicial. Por isto é importante ficar atento aos seus sinais.

O evento é gratuito, aberto ao público em geral e sem necessidade de inscrição prévia. O auditório Sérgio Arouca do INCQS fica Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em frente à creche e à Biblioteca Central. O endereço é Avenida Brasil, 4365, Manguinhos - RJ.