Publicado em 30/10/2018.
Por Penélope Toledo (INCQS/ Fiocruz)

Imagem de Divulgação

O INCQS segue produzindo conhecimento científico para dar conta dos problemas da Vigilância Sanitária e, consequentemente, promover a melhoria da qualidade de vida da população. Dois trabalhos do Instituto foram apresentados no V Simpósio de Assistência Farmacêutica do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia “Jamil Haddad” (Into), no dia 26 de setembro. Ambos são do Departamento de Química (DQ).

Os trabalhos expostos foram: Perfil de queixas técnicas relacionadas às bolsas de sangue comercializadas no Brasil e Discussão regulatória para quantificação de silicone em seringas hipodérmicas. O primeiro tem como autores: Gleyce Carolina Santos Cruz; Renata de Freitas Dalavia Vale; Lilian de Figueiredo Venâncio; Anna Maria Barreto Silva Fust; Kátia Christina Leandro; Filipe Soares Quirino da Silva; Michele Feitoza-Silva.

Já os autores do segundo estudo, são: Anna Maria Barreto Silva Fust; Luana da Silva Gomes; Cristóvão de S. Alves; Lidiane Simões da Silva Paulino; Danilo do Couto Mariano; Renata de Freitas Dalavia Vale; Lilian de Figueiredo Venâncio; Michele Feitoza-Silva.

Autora de um dos trabalhos, Anna Fust ressalta a importância de conciliar as ações laboratoriais com a produção de conhecimento científico:

“Os trabalhos apresentados reiteram a importância da instituição no contexto da segurança do paciente e evidencia a capacidade de integrar as atividades da rotina com as propostas científicas do Instituto”.