Publicado em 30/08/2018.
Por Maria Fernanda Romero (INCQS/ Fiocruz)
 
evento ILSI Brasil 
Apresentar os resultados de ocorrência de contaminantes inorgânicos em produtos alimentícios e o trabalho que o INCQS faz neste sentido, esse foi um dos objetivos da participação de Silvana do Couto Jacob, do INCQS, no evento Atualidades em Food Safety. A décima edição do encontro, promovido pela International Life Sciences Institute do Brasil (ILSI Brasil), foi realizado no dia 8 de agosto, em São Paulo.

Na ocasião, Silvana Jacob apresentou o conceito de um contaminante inorgânico e detalhou sobre as diretrizes do Comitê de Contaminantes do Codex Alimentarius para o ano de 2017-2018, que estabelece novos níveis máximos permitidos dos contaminantes  em diversas categorias de alimentos, assim como tratou o que ainda está em discussão. A vice-diretora do INCQS apresentou dados da unidade tão importantes para subsidiar as discussões para o estabelecimento de novos limites máximos e auxiliar em estudos de exposição por estes contaminantes (arsênio, cádmio, chumbo e mercúrio).

Segundo Silvana Jacob, apresentando os resultados de ocorrência de contaminantes inorgânicos em produtos alimentícios, estamos colaborando para o conhecimento da possibilidade de um perigo existir. "Desta forma alertarmos a população e todos os setores envolvidos com qualidade dos alimentos sobre a necessidade de prevenir, eliminar ou minimizar riscos à saúde", afirma.

As missões institucionais do INCQS e do ILSI se convergem quando o tema é qualidade de alimentos. Apesar de serem de segmentos diferentes (governamental e privado, respectivamente), ambos zelam pela proteção da saúde dos consumidores e pelas práticas justas no comércio internacional de alimentos.
 
"É muito importante a participação do INCQS em eventos científicos como este, porque permite darmos mais visibilidade e esclarecimentos sobre o trabalho que realizamos, além de ser uma ótima oportunidade de divulgação de nossa expertise na área de contaminantes em alimentos", finaliza.