A principal atribuição do Grupo Técnico Artigos e Insumos para Diálise (GT/AID) é a de fiscalizar todos os equipamentos e elementos envolvidos na terapia de purificação do sangue de pacientes com insuficiência renal ? tal processo é conhecido como diálise ou hemodiálise. No entanto, é a pureza da água usada nesse processo de diálise o elemento alvo da quase totalidade de ensaios realizados pelo GT/AID, já que é a água impura a principal responsável por problemas de saúde gerados aos enfermos em tratamento (em cada sessão de hemodiálise, são empregados cerca de 120 litros de água por indivíduo).

Verifique o esquema

O GT/AID surgiu no ano de 1999, quando existia um sério problema no Estado do Rio de Janeiro relativo à água para diálise. Em virtude da grande presença de pessoas que sofriam efeitos colaterais ao filtrarem seu sangue, muitas clínicas, juntamente com órgãos de Vigilância Sanitária do Estado e do Município do Rio de Janeiro, pediram ajuda ao INCQS. Foi então montado um programa de avaliação da qualidade da água utilizada em unidades de tratamento por hemodiálise, que resultou no GT/AID. Iniciadas as análises, ainda em 1999, o Grupo chegava a acusar índices de mais de 60% de água considerada insatisfatória. Já em 2006, após seis anos de atividades com mais de 100 clínicas monitoradas, esses índices não ultrapassavam 7%, o que comprova o enorme sucesso do programa (confira a tabela em pdf).

O trabalho feito no INCQS tornou-se referência e é comum que membros dos laboratórios centrais de vigilância sanitária (Lacens), responsáveis pelo mesmo tipo de monitoramento em seus respectivos Estados, venham realizar treinamentos no Instituto, assim como membros da casa irem até os Estados capacitar gente local. Portanto, é corrente o GT/AID organizar, promover e participar de seminários e oficinas.

Assim sendo, devido à presença dos Lacens nos demais Estados brasileiros, praticamente todas as demandas enviadas ao GT/AID partem das Vigilâncias Sanitárias do Estado e do Município do Rio de Janeiro, como parte do programa de avaliação estabelecido em 1999. Isso não impede, no entanto, o INCQS de receber solicitações de outras localidades, desde que vindas de órgãos governamentais.

Resultados do programa de Artigos e Insumos