Publicado em 13/12/2019.

Por Maria Fernanda Romero

Um estudo que avaliou o perfil de dissolução comparativo de apresentações referência, similar e genéricas de amoxicilina 500 mg na forma farmacêutica cápsula, além da caracterização física das partículas das formulações, desenvolvido por uma aluna do Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária (PPGVS) do INCQS, foi premiado no 17º Encontro Regional da Sociedade Brasileira de Química, realizado nos dias 2 a 5 de dezembro, no Rio de Janeiro (CCMN – UFRJ).

trabalho premiado DQ Fotos: Arquivo Pessoal

A pesquisa premiada refere-se a caracterização de cápsulas de amoxicilina 500 mg, da aluna da residência multiprofissional em vigilância sanitária do PPGVS, Priscila Santana de Almeida, desenvolvida no Setor de Medicamentos do Departamento de Química (DQ). O trabalho foi premiado como o melhor pôster da 3ª sessão da modalidade Química Medicinal.

"Receber um prêmio dessa importância, é reafirmar o INCQS como referência nacional para o controle da qualidade de medicamentos. Além de nos estimular cada vez mais em ser reconhecido internacionalmente como instituição pública de referência, visto que neste ano realizamos as primeiras análises internacionais utilizando a pré-qualificação da OMS.", explica Mychelle Alves Monteiro, chefe do Laboratório de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes do DQ.

O 17º Encontro Regional da Sociedade Brasileira de Química foi organizado pela Sociedade Brasileira de Química (SBQ-RJ), no Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza localizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Esses encontros regionais tem como objetivo compartilhar conhecimento científico na área química contribuindo com a formação dos estudantes e a possibilidade de ouvir profissionais com larga experiência que desenvolvem trabalhos em outras instituições do estado.

Sobre a pesquisa:

Formas farmacêuticas sólidas de uso oral podem apresentar problemas de biodisponibilidade devido a questões fisiológicas do paciente, fatores intrínsecos da molécula e ainda componentes da formulação. Questões fisiológicas muitas vezes não podem ser contornadas, mas questões relativas a molécula ou formulação uma vez conhecidas podem ser melhoradas.

O trabalho buscou não só avaliar a qualidade dos produtos ofertados como o desempenho deles frente ao medicamento referência ao qual eles pretendem a intercabialidade e, portanto devem apresentar resultados dentro de limites estabelecidos pela legislação vigente para serem consideradas alternativas em um processo infeccioso.

No caso dos genéricos são apresentações que apresentam valor de mercado inferior aos de marca, geralmente são os mais dispensados no SUS, porém algumas pessoas ainda apresentam resistência aos mesmos. O trabalho vem mostrar a qualidade desses produtos e o compromisso da vigilância sanitária em cobrar dos fabricantes excelência nos produtos ofertados a população.

Por fim a caracterização física que foi realizada nas dependências do Centro de Tecnologia Mineral compondo uma parte importante do trabalho e mostrando a integração de institutos públicos para alcançar um objetivo comum que é servir a sociedade da melhor forma possível, seja com informação ou prestação de serviço de qualidade.

"O trabalho busca comprovar a equivalência farmacêutica de um antibiótico muito utilizado, por fazer parte do componente básico da assistência farmacêutica do SUS, e, portanto, um medicamento usado nas doenças mais prevalentes que atingem a população. Além disso, as apresentações similares e genéricas representaram em 2017 mais de 50% das apresentações comercializadas, mostrando a importância de monitoramentos que assegurem a qualidade dos produtos ofertados a população e contribuição da vigilância sanitária nesse contexto", explica Priscila Santana de Almeida.

trabalho premiado DQ 2 Equipe do DQ que prestigiou Priscilla Santana no congresso.