Publicado em 29/04/2019.
Por Penélope Toledo (INCQS/Fiocruz)

Imagem de Diivulgação

Diagnóstico e caracterização de N. meningitidis, S. pneumoniae e H. influenzae em material clínico, por qPCR-HRM é o tema do 2º Seminário Avançado I, do Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária (PPGVS) do INCQS/Fiocruz, em 2 de maio, às 14h, no auditório Sérgio Arouca (Av. Brasil, 4365, Manguinhos, em frente à creche). A palestra será ministra pelo coordenador de Pesquisa do INCQS, Ivano de Filippis.

O evento é gratuito, aberto ao público geral e não requer inscrição prévia.

Neisseria meningitidis (meningococo), Streptococcus pneumoniae (pneumococo) e Haemophilus influenzae são bactérias que podem provocar a meningite, um processo inflamatório das meninges, que são membranas que envolvem o cérebro. Esta patologia é um problema de saúde pública, pela magnitude de sua ocorrência e pelo seu potencial de produzir epidemias.

O método qPCR-HRM consiste em uma técnica em que a análise é realizada por uma amplificação em tempo real (polymerase chain reaction – PCR) dos genes alvo dos microrganismos e posterior curva de dissociação por aquecimento dos fragmentos de DNA amplificados (High Resolution Melting - HRM). As diferenças na sequência de nucleotídeos de cada gene, resultam em curvas com características diferentes e específicas para cada espécie.

Ivano de Filippis é servidor do INCQS lotado no Departamento de Microbiologia (DM) e é o coordenador de Pesquisa do INCQS. O tema se refere a um dos projetos do Instituto contemplados no Edital Inova Fiocruz.