Publicado em 26/09/2018.
Por Penélope Toledo (INCQS/ Fiocruz)

Imagem de Divulgação

O grupo do Laboratório de Resíduos de Agrotóxicos, do Departamento de Química (DQ), coordenou, no período entre 10 a 14 de setembro, o curso de capacitação profissional Introdução à análise de resíduos de agrotóxicos em alimentos.

Lucia Helena Bastose Maria Helena Wohlers foram as responsáveis pela Capacitação, que contou com a colaboração de André Victor Sartori, Angélica Castanheira de Oliveira, Sérgio da Silva e Thomas Krauss.

O objetivo foi gerar conhecimentos teóricos e práticos sobre análise de resíduos de agrotóxicos em alimentos. Também, apresentar uma abordagem teórica e prática que permitirá a laboratórios se estruturarem para realizar análises de resíduos de agrotóxicos.

Foram discutidos aspectos tais como Boas Práticas de Laboratório de análise de resíduos de agrotóxicos com ênfase a Norma ISO NBR ISO/IEC17025; conceituação, legislação sanitária, segurança alimentar e documentos referentes aos agrotóxicos e suas fontes de consulta; análise de resíduos de agrotóxicos de diferentes classes químicas, metodologia de análise de multirresíduos; validação de metodologias na análise de resíduos de agrotóxicos; avaliação e estatísticas dos dados analíticos; e técnica de cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas (CLAE-EM-EM).

Lucia Bastos contou que o curso é realizado anualmente há dez anos e cumpre um importante papel na qualificação dos profissionais da área:

“As aulas são voltadas a trabalhadores de laboratórios públicos, principalmente dos Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacens). É um instrumento para formar especialistas em resíduos de agrotóxicos, que atuarão em seus estados mais qualificados para apoiar o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”.

Participaram das aulas deste ano, profissionais dos Lacens do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Mato Grosso.