Foto: Charles Bezerra

Quem avistar o INCQS ao anoitecer, verá a fachada iluminada pela cor rosa. A ação faz parte da adesão ao Outubro Rosa, campanha mundial de combate ao câncer de mama. Outras iniciativas do Instituto em apoio a este movimento são a substituição do papel de parede dos computadores por um nas cores da campanha e um dia, a ser definido, em que os trabalhadores irão trabalhar vestidos de rosa.

O objetivo o Outubro Rosa, iniciado na década de 1990, é estimular a participação da população no controle do câncer de mama e chamar atenção para a importância do diagnóstico precoce.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de mama é o mais incidente na população feminina mundial e brasileira, excetuando-se os casos de câncer de pele não melanoma. São quase 60 mil novos casos por ano, sendo que 50% dos casos são diagnosticados em estágio avançado. O número de óbitos é cerca de 15 mil.

Relativamente incomum antes dos 35 anos, acima desta idade, sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Também acomete homens, porém, é raro, representando 1% do total de casos da doença.

Para diminuir as chances do desenvolvimento da doença, seguem alguns cuidados:
- praticar atividades físicas regularmente;
- alimentação balanceada, que ajude a regular o metabolismo;
- manter o peso corporal adequado;
- evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
- amamentar;
- atenção ao seu histórico familiar;
- realizar o autoexame, conforme as instruções abaixo: