Normas, regulamentos e recomendações da qualidade para a pesquisa e para o desenvolvimento tecnológico em saúde foram o tema da palestra Práticas de qualidade na pesquisa científica, ministrada pela coordenadora da CQuali Fiocruz, Dra. Renata Souza, no INCQS. 

O evento, organizado pelas vices-diretorias da Qualidade (Tatiana Forti) e de Ensino e Pesquisa (Filipe Quirino), juntamente com toda a Direção, aconteceu em 24 de agosto, no auditório Sérgio Arouca, e recebeu público interno e externo.

Veja as fotos.

Foto: Pedro Gonçalves

A coordenadora da Qualidade explicou que estas práticas ajudam na obtenção de dados confiáveis e rastreáveis, redução dos riscos de resultados não reprodutíveis (pela utilização adequada de controles e procedimentos), geração de dados apropriados para publicação e otimização no tempo e investimentos relacionados à execução dos procedimentos. Além disto, os órgãos de fomento e instituições que registram patentes, nacionais e internacionais, têm aumentado a exigência de práticas de qualidades nos laboratórios.

As boas práticas incluem organização, documentação, atividades de publicação, considerações éticas, Biossegurança, supervisão e garantia de Qualidade, e recursos físicos. São orientadas por documentos como: Quality Systems Workboo, Práticas de qualidade na Pesquisa Biomédica Básica, Código de boas Práticas Científicas e Guidelines for Quality in Non-Regulated Scientific Research.

Segundo a Dra. Renata Souza, a Fiocruz já vem disseminando a qualidade na pesquisa científica:

- A Fiocruz tem trabalhado na perspectiva de desenvolver boas práticas de pesquisa. Esta é a primeira visita ao INCQS, de muitas que virão para disseminar ações e recomendações para os grupos de pesquisadoras/es do Instituto – explicou Renata.