A participação do INCQS no XX Encontro Nacional de Analistas de Alimentos (Enaal) e no VI Congresso Latino Americano de Analistas de Alimentos foi premiada: uma pesquisa foi considerada o melhor trabalho científico e agraciada, juntamente com outras cinco, com diploma de honra ao mérito.

Venceu a primeira categoria de premiação o estudo: Fumonisinas e fumonisinas mascaradas em milho e produtos à base de milho: desenvolvimento e validação de métodos analíticos por CLUE-EM/EM (cromatografia líquida de ultra eficiência), de Nínive Alves Vieira de Matos, aluna de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária (PPGVS/INCQS), orientada por André Victor Sartori e Silvana do Couto Jacob, e com colaboração de Maria Heloísa Paulino de Moraes e Armi Wanderley da Nóbrega.

A pesquisa pertence à área temática Contaminantes-Resíduos (CONT-RES), em que foram apresentados 16 trabalhos, sendo dois, premiados - o outro, de profissionais do Instituto Adolfo Lutz (IAL/ São Paulo) foi na categoria de Honra ao Mérito.

- Fiquei extremamente feliz com o resultado do nosso trabalho no Enaal 2017. As premiações recebidas demonstram a elevada qualidade técnica de estudos realizados no programa de pós-graduação do INCQS bem como a relevância do desenvolvimento de métodos analíticos adequados ao controle de micotoxinas mascaradas em alimentos. Obrigada mais uma vez ao Instituto, aos meus orientadores e a todos que contribuíram na realização deste trabalho – comemorou Nínive.

O Encontro Nacional de Analistas de Alimentos (Enaal) e o VI Congresso Latino Americano de Analistas de Alimentos aconteceram entre 13 e 16 de agosto, em Belém (PA).

 

Diplomas de Honra ao Mérito

Além do trabalho de Nínive Alves Vieira de Matos, outros cinco estudos foram condecorados com Diploma de Honra ao Mérito.

- Desenvolvimento de método de triagem na identificação de anorexígenos, estimulantes e diuréticos não declarados na rotulagem dos suplementos alimentares e emagrecedores nacionais, de Julia Rodrigues M.P. dos Santos, Andre Luis Mazzei Albert e Katia Christina Leandro. Participou da Área Temática Físico-Química (FQ), na qual foram apresentados 74 trabalhos, sendo 7 premiados;

- Produção de material de referência de Tetraciclina em leite, de Bernardete Ferraz Spisso, Marlene Ulberg Pereira, Mychelle Alves Monteiro, Rosana Gomes Ferreira, Marcus Henrique Campino de La Cruz, Rafaela Pinto da Costa, Jônatas Vieira Grutes, Felipe Stanislau Candido e Armi Wanderley da Nóbrega. Participou da Área Temática Gestão Da Qualidade Analítica/Biossegurança (QUA), na qual foram apresentados 7 trabalhos, sendo apenas este premiado;

- Desenvolvimento de material de referência para o controle interno de ensaios em microbiologia de alimentos, de Carla de Oliveira Rosas, Silvia Maria dos Reis Lopes, Valéria de Mello Medeiros, Marcelo Luiz Lima Brandão, Cátia Cardoso da Silva, Rodrigo Domingos Overa Tavares, Marcus Henrique Campino de La Cruz e Ivano de Fillipis. Participou da Área Temática Microbiologia (MIB), na qual foram apresentados 44 trabalhos, sendo 5 premiados;

- Pesquisa de Cronobacter spp. Em alimentos funcionais, identificação das espécies e avaliação do perfil de suscetibilidade a antimicrobianos, de Júlia Nunes Silva, Luiza Vasconcellos, Valéria de Mello Medeiros, Carla de Oliveira Rosas, Silvia Maria dos Reis Lopes, Ivano de Fillipis e Marcelo Luiz Lima Brandão. Também participou da Área Temática Microbiologia (MIB) e foi outro dos 5 trabalhos premiados, dentre 44;

- Contribuição do INCQS ao monitoramento nacional da qualidade analítica de alimentos (2010 a 2016), de Rosane Gomes Alves Lopes, Maria Heloísa Paulino de Moraes, Silvana do Couto Jacob, Leonardo Coutada, Adherlene Vieira, Maria Regina Branquinho, Renata Trotta e Eliana Machado. Participou da Área Temática Vigilância em Saúde (VS), na qual foram apresentados 15 trabalhos, sendo 2 premiados.

 

Saiba mais sobre Melhor Trabalho Científico do XX Enaal

As fumonisinas são consideradas um importante grupo de micotoxinas, devido à elevada toxicidade destas substâncias e à ocorrência em alimentos, sendo encontradas, principalmente, em milho e produtos à base de milho.

Além das formas livres, também podem estar presentes em alimentos ligadas a macromoléculas (fumonisinas ligadas). Estas são comumente chamadas de fumonisinas mascaradas, já que não são quantificadas pelos métodos analíticos tradicionalmente utilizados na análise de rotina e podem ser convertidas nas formas livres no trato gastrointestinal.

Neste contexto, o estudo tem como objetivo desenvolver e validar métodos analíticos adequados à análise de rotina de fumonisinas livres e fumonisinas mascaradas (ligadas) em milho e produtos à base de milho por cromatografia líquida de ultra eficiência acoplada a espectrometria de massas sequencial (CLUE-EM/EM).

Os métodos analíticos desenvolvidos estão sendo aplicados em amostras de provenientes de diversas regiões do país.